13/06/2019 às 16h44min - Atualizada em 13/06/2019 às 16h44min

Chuva alaga ruas e causa transtornos no Grande Recife

- Fonte: Diário de Pernambuco
Próximo a integração Tancredo Neves. Foto: Cortesia
 

Manhã de caos no Recife. Nesta quinta-feira (13), a cidade acordou embaixo d'água ocasionando vários transtornos para a população. Pontos de alagamento foram registrados nos bairros do Espinheiro, Graças, Santo Amaro, Nova Descoberta, Parnamirim, Torre, Prado e San Martin. Moradores de Olinda também informaram sobre pontos de inundação e congestionamento nas principais vias da Cidade Alta, como as Avenidas Carlos de Lima Cavalcanti e Getúlio Vargas.

 

A Estação Joana Bezerra fechou por volta das 11h desta quinta (13), por conta de alagamento. De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) os usuários com destino à Linha Sul oriundos de Jaboatão ou Camaragibe devem desembarcar na Estação Recife. Na sexta (14) as Linhas Centro e Sul do Metrô funcionarão das 5h às 9h e das 16h às 20h, apenas nos horários de pico do sistema.

O Túnel Josué de Castro foi bloqueado por agentes da Autarquia de Trânsito e Transporte (CTTU) devido à intensidade de chuva. Os condutores que estão na Avenida República Árabe Unida e desejam acessar a Avenida Antônio de Goes devem seguir pelas vias paralelas à Rua Manoel de Brito.

No bairro de Dois Unidos, na Zona Norte do Recife, a parede de um imóvel cedeu. O deslizamento ocorreu na rua Leôncio Rodrigues. Uma equipe da Defesa Civil foi acionada por volta das 7h30 e se deslocou até o endereço para atender à família. Não há registro de feridos.





Bairro de San Martin. Foto: Cortesia


Recife registra em 6 horas o equivalente a 10 dias de chuva



Foto: Mandy Oliver/Esp. DP Foto.


A Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC) registrou nas últimas 6h, um volume de chuva de 117mm, o que corresponde a quase dez dias de chuvas em relação à média histórica para o período, que é de 389,60mm. Nas últimas 12 horas, choveu 150mm. Em vídeo, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, orienta para que os cidadãos deixem as áreas de risco.

"Essa chuva deve superar a de junho de 2015, considerada a maior registrada até então. As chuvas permanecerão durante a tarde e a madrugada. É importante que as pessoas não figuem em áreas de risco neste momento", alertou o prefeito do Recife, Geraldo Julio. 

 

 


A Prefeitura do Recife informa ainda as aulas nos turnos da tarde e noite das 310 unidades de ensino da rede municipal estão suspensas. Em relação às 178 Unidades de Saúde, não houve interrupção de serviços.

A Emlurb registrou ocorrências envolvendo a queda parcial ou total de quatro, nos parques 13 de maio e Santos Dumont, além de uma na Rua Gervásio Pires, na Boa Vista, e outra na Rua Luiz Antônio de Araújo, em Dois Irmãos. Não houve registro de vítimas. As equipes já foram deslocadas para esses locais. O órgão conta com equipes de prontidão para os chamados envolvendo árvores no Recife. As solicitações podem ser feitas pela Central 156.

Das 6h às 11h desta quinta, foram registrados seis acidentes de trânsito, dois com vítimas e nenhum com vítima fatal. No período, a CTTU registrou ocorrências em 20 semáforos, dos quais nove já foram atendidos. As equipes técnicas já estão em deslocamento para normalizar todo o sistema.

Previsão é de continuidade das chuvas em todo estado

Defesa Civil
Mais de 30 mil moradores de áreas de risco cadastrados receberam alerta da prefeitura do Recife. Neste momento, a Defesa Civil monitora 9 mil pontos de áreas com algum risco. Foram registrados 53 chamados para vistorias e pedidos de colocação de lonas plásticas. Nenhuma ocorrência de grande porte foi registrada. A Defesa Civil do Recife mantém um plantão permanente e pode ser acionada através do 0800 081 3400. A ligação é gratuita e a Central de Atendimento funciona 24h.

Operação inverno
As ruas e morros da cidade estão sendo monitoradas para minimizar os efeitos das chuvas, com um efetivo de mais de 6 mil profissionais. Para a Operação Inverno 2019, a cidade destinou R$ 81 Milhões em recursos para diversas ações como contenção de encostas, prevenção e monitoramento em áreas de risco, colocação de lonas plásticas, implantação de geomanta, limpeza de canais e eliminação de pontos de alagamento, entre outras.

Drenagem
Desde o início das chuvas, as equipes da Emlurb reforçaram as ações drenagem nas áreas mais baixas da capital com o objetivo de intensificar o escoamento das águas.  Foram mobilizadas mais de 240 pessoas para os trabalhos de drenagem, além de três caminhões equipados com jatos para a sucção da água. As equipes trabalham para desobstrução e limpeza de galerias e canaletas da rede de drenagem, de diversas localidades, a exemplo das ruas Virgínio Heráclito com Alvorada e Rua José Vicente, no Ipsep; Avenida Dr. José Rufino; Praça de Jardim São Paulo; e Uriel de Holanda com José Amarino dos Reis, entre outras. Equipes também atuam na limpeza dos canais que cortam a cidade.

Trânsito
Equipes formadas por 250 agentes e 140 orientadores de trânsito da CTTU trabalham em áreas que foram afetadas pelas chuvas. Além disso, equipes técnicas trabalham com o intuito de realizar os ajustes necessários na rede semafórica da cidade. A Central de Operações de Trânsito (COT) da CTTU, que funciona 24 horas por dia, também realiza o trabalho de monitoramento das vias, identificando os pontos mais críticos, através de 149 câmeras de videomonitoramento.

 

 

 

 

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp