25/09/2019 às 13h51min - Atualizada em 25/09/2019 às 13h51min

Segundo relatório da ONU, nível do mar cresceu 2,5 vezes mais rápido e tende a aumentar

Estadão
Foto: Reprodução
O aquecimento global destrói os oceanos e as zonas glaciais em alta vlocidade, ameaçando populações inteiras, alertou nesta quarta-feira, 25, um relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) que convoca a humanidade a reduzir mais rapidamente as emissões de CO2.

O aumento do nível do mar subiu 2,5 vezes mais rápido no século 21, pequenas ilhas ameaçadas de submersão e geleiras que desapareceram são alguns dos impactos devastadores das mudanças climáticas já consideradas "irreversíveis", afirmou o grupo de especialistas em clima da Organização das Nações Unidas (ONU) depois de reunir durante cindo dias em Mônaco.

Ao reduzir as emissões, as mudanças prejudiciais aos oceanos não parariam subitamente, mas diminuiriam. Dessa forma, "haveria mais possibilidade de convervar ecossistemas e permitir que se ganhasse tempo", disse a climatologista Valérie Masson Delmotte, que participou da elaboração do documento de 900 págicas do IPCC.

"Ganhar tempo", para, por exemplo, preparar-se para o aparecimento de águas que provocam tempestades e ondas gigantes.

De acordo com o informe, até meados do século, mais de 1 bilhão de pessoas viverão em áreas costeiras baixas, vulneráveis a indundações e outros eventos climáticos extremos potencializados pela elevação do nível do mar e pelas alterações climáticas.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp