30/05/2019 às 01h33min - Atualizada em 30/05/2019 às 01h33min

Conselho de Veterinária de MG auxilia no Plano de Contingência Animal em Maceió

Representantes estão na capital alagoana para montar plano para os bairros do Pinheiro, Mutange e Bebedouro

- Fonte: Gazetaweb
Defesa Civil Municipal e Centro de Controle de Zoonoses vão contribuir com Plano de Contingência de Resgate Animal FOTO: DIVULGAÇÃO / ASCOM DEFESA CIVIL

Representantes do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) de Minas Gerais, com experiência em evacuação preventiva devido aos risco de rompimento de barragens, estão em Maceió para auxiliar na construção do Plano de Contingência de Resgate e Proteção Animal para os bairros do Pinheiro, Mutange e Bebedouro, atingidos pela instabilidade de solo. 

"É importante pensar e construir este plano voltado ao resgate preventivo animal, para que junto com as ações preventivas possamos garantir a integridade desses animais e evitar um problema de saúde pública", destacou o secretário-adjunto especial de Defesa Civil de Maceió, Dinário Lemos.

 

A Prefeitura de Maceió, por meio da Defesa Civil Municipal e da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), está contribuindo com a construção do plano, que está sendo coordenado pelo CRMV de Alagoas. 

Em reunião com representantes dos Conselhos de Medicina Veterinária de Minas e Alagoas, do Centro de Controle de Zoonoses de Maceió e do Batalhão de Polícia Ambiental, o secretário-adjunto de Defesa Civil apresentou as informações oficiais que existem sobre os riscos nos bairros e se comprometeu em contribuir para construção do Plano de Contingência.

A presidente da Comissão de Medicina Veterinária Legal do Estado de Minas Gerais e membro do Comitê de Desastres, Laiza Bonela, explicou que o trabalho consiste em auxiliar na elaboração do Plano de Contingência e sensibilizar sobre a importância desta ação para que os órgãos envolvidos com evacuações preventivas, a exemplo da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, estejam preparados e alinhados com os órgãos de proteção e resgate animal em caso de evacuação dos bairros.

"Pretendemos diagnosticar as áreas de risco, entender o censo animal, quais as prioridades e identificar os pontos estratégicos prioritários. Precisamos estabelecer o tempo mínimo e máximo de resgate desses animais, entender quais os possíveis locais a serem levados", explicou Laiza Bonela.

A vinda dos técnicos de Minas Gerais atende solicitação do CRMV de Alagoas. "A intenção é criar o Plano de Contingência para o resgate animal, evitando um caos zoossanitário. Orientaremos os moradores e entidades envolvidas para que haja o resgate desses animais e eles não sejam transmissores de zoonoses", completou Wellington Diniz, fiscal do CRMV de Alagoas.

* Com assessoria de comunicação da Defesa Civil Municipal 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp