20/05/2019 às 19h26min - Atualizada em 20/05/2019 às 19h26min

Representantes de Alagoas reuniram-se hoje na AMA para discutir a situação do leite produzido no Estado

A queda no preço do litro, além dos constantes atrasos no pagamento do Programa do Leite, tem comprometido a cadeia produtiva

- Por Jal Magalhães
Foto: Jal Magalhães



A Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) reuniu, na manhã desta segunda-feira (20), prefeitos, bancada federal, deputados estaduais e secretários municipais de agricultura para discutir soluções para a produção de leite no estado.

O setor tem passado sérias dificuldades, apesar de ocupar o 5º lugar no ranking da cadeia produtiva de leite, com 30 municípios produzindo cerca de 900 mil litros por dia, e de ser o segundo agronegócio mais importante de Alagoas.

O objetivo é unir forças junto ao governo estadual, a fim de criar medidas alternativas para evitar os prejuízos, além de impulsionar a economia das cidades.

A reunião também contou com a presença de Dudu Ronalsa (deputado estadual) e de Alay Correia (representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em Alagoas - MAPA).

No cenário atual, cerca de 120 mil litros por dia são vendidos a Pernambuco - este que sobretaxou em 6% o leite in natura que vem de outros estados, inclusive de Alagoas.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp