20/06/2019 às 23h32min - Atualizada em 20/06/2019 às 23h32min

Sessão especial irá debater mortandade de peixes no complexo lagunar Mundaú-Manguaba

- Por: Comunicação/ALE
Foto: Reprodução | Comunicação/ALE
 

O deputado Cabo Bebeto (PSL) usou a tribuna da Assembleia Legislativa na terça-feira (18) para solicitar uma sessão especial, a ser realizada no dia 30 de agosto, para debater a situação do complexo lagunar e a mortandade de peixes nas lagunas Mundaú e Manguaba. A motivação para o encontro aconteceu após o deputado assistir um vídeo, gravado no último final de semana, mostrando milhares de peixes mortos na laguna Manguaba. “Lamento o ocorrido. Precisamos fazer algo, urgentemente”, disse Cabo Bebeto, afirmando ter conhecimento da existência de soluções para o problema. "Desde 2012, o Estado tem em mãos os estudos e a solução sobre o caso. É possível ainda salvar a lagoa e as pessoas que vivem dela”, destacou.
 
Em aparte, o deputado Inácio Loiola (PDT) disse que o Estado não sabe aproveitar as particularidades das lagunas e que elas passam por um processo de degradação, da mesma forma que o rio São Francisco. O deputado Davi Maia (DEM) alertou que a mortandade de peixes pode ter como causa a falta de saneamento básico e solicitou a presença de técnicos da Universidade Federal de Alagoas na sessão. Também em aparte, o deputado Francisco Tenório (PMN) disse que a morte dos peixes tem origem também em causas externas, trazidas pelas chuvas e pediu a presença de representantes da Marinha na sessão especial.
 
Motoristas de Aplicativos

Ainda na tribuna, Cabo Bebeto enfatizou que foi procurado por alguns motoristas de aplicativos. O deputado explicou que eles criticam o novo decreto da Prefeitura de Maceió, que determina que o motorista seja o dono do veículo. "Após análise da legislação, constatamos que não é obrigado que o proprietário conduza o veículo. Na verdade, conforme explicou a assessoria de Antônio Moura, superintendente da SMTT, somente pode haver um motorista por veículo", esclareceu.
 
Orgulho Autista

Cabo Bebeto destacou ainda a passagem do Dia do Orgulho Autista. O parlamentar disse que é muito importante a união de todos para que se possa viabilizar melhores condições de vida, tanto para as pessoas que possuem o transtorno, quanto para seus familiares. “Por isso apresentei indicação ao Governo do Estado, com minuta de lei anexa, para que funcionários públicos que tenham dependentes com autismo tenham uma redução em sua carga horária”.
 
Bairro do Pinheiro

Por fim, o deputado convocou os integrantes da Comissão do Pinheiro para uma reunião na próxima terça-feira, 25, às 9h30, no plenarinho da Assembleia Legislativa. A reunião contará com a presença da Defesa Civil Estadual e Municipal.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp