12/06/2019 às 21h19min - Atualizada em 12/06/2019 às 21h19min

“Juiz não pode ser chefe de força-tarefa”, diz Gilmar Mendes em indireta a Sergio Moro

A declaração do ministro se deu durante sessão de julgamento na Segunda Turma do STF, nessa terça-feira (11)

- Fonte: Conexão Política
Dida Sampaio | Estadão Conteúdo
 

Nessa terça-feira (11), durante sessão de julgamento na Segunda Turma do STF, o ministro Gilmar Mendes mandou indireta ao ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública).

Gilmar afirmou que “juiz não pode ser chefe de força-tarefa”.

A declaração do magistrado se deu durante seu voto contra o recebimento de denúncia contra integrantes do chamado ‘quadrilhão do PP’.

“A não ser que haja tribunais destinados a condenar nesse modelo de colaboração que se está a desenvolver, em que juiz chefia procurador. Não é o caso desta Corte, não é o caso deste colegiado. Juiz não pode ser chefe de força-tarefa”, disse.

Gilmar não citou nomes tampouco fez referência direta às mensagens privadas vazadas pelo ‘Intercept Brasil’.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp