23/02/2022 às 11h00min - Atualizada em 23/02/2022 às 11h00min

ESTADO DE ALAGOAS CONQUISTA MENOR PREÇO DO GÁS NATURAL

Mais uma conquista que alivia o bolso dos alagoanos! Desta vez, o Estado de Alagoas conseguiu, em favor do Gás de Alagoas S/A – Algás, a aprovação para a redução dos preços do Gás Natural Veicular (GNV) destinado aos usuários de gás canalizado no estado.

Essa decisão foi aprovada pela Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) na última reunião que aconteceu na sexta-feira, dia 18.

“O preço do GNV vai baixar aproximadamente R$ 0,50 centavos na saída para os postos de combustíveis, o que é equivalente a 11%. Para o setor industrial, vamos ter um abatimento de 17%, o que torna Alagoas o menor preço de gás no Brasil. Esperamos que os postos abatam integralmente esse valor. Pois, isso é muito importante para nossa economia poder funcionar e manter os empregos”, afirma George Santoro, Secretário da Fazenda de Alagoas.

Nessa segunda-feira (21), a equipe da Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL) se reuniu, com os representantes do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Alagoas (Sindicombustíveis-AL) para tratar sobre este assunto.

“Essa reunião é de suma importância, pois é uma medida que vai favorecer toda a população, principalmente, por conta que serão beneficiados com o preço do gás natural mais barato”, comenta James Thorp Neto, presidente do Sindicombustíveis-AL.

TJ e Petrobras

Vale ressaltar que no dia 13 de janeiro deste ano, o Tribunal de Justiça (TJ) negou o recurso da Petrobras que impedia o reajuste do gás natural no Estado de Alagoas. Com isso, a Petrobras deverá manter o contrato de fornecimento de gás natural para Alagoas, com as mesmas condições de preço e faturamento previstos no contrato de compra e venda mantida entre as partes, dentre o período de 1º de janeiro de 2022, até a data do fechamento do contrato.

O antigo aumento no GNV

O Estado de Alagoas, a Algás e a Procuradoria Geral do Estado (PGE) entraram na Justiça contra a decisão da Petrobrás, depois que a estatal anunciou que a partir de 1º de janeiro de 2022 os novos contratos para fornecimento de gás natural sofrerá um reajuste de 50% no preço atual para o primeiro ano (US$ 12 por 1 milhão de BTUs). Esse valor continuará a subir a partir do segundo ano, sofrendo um reajuste de 30% sobre o valor praticado atualmente.
































alagoas.al.gov.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp