28/05/2019 às 01h38min - Atualizada em 28/05/2019 às 01h38min

Número de consumidores endividados recua, mas inadimplência aumenta quase 4%

Cerca de 205 mil maceioenses estão endividados; mais de 98 mil deles estão com dificuldades de honrar os pagamentos, aponta Fecomércio

- Fonte: Gazetaweb
Maceió tem cerca de 50 mil consumidores inadimplentes FOTO: ARQUIVO/GAZETAWEB

O número de consumidores endividados na capital alagoana recuou 1,95% em abril, na comparação com o mês anterior, atingindo 205 mil consumidores, segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência de Maceió (Peic), divulgada nesta segunda-feira (27), pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Alagoas (Fecomércio-AL). Do total de endividados, 98,4 mil estão com dificuldades de pagar suas dívidas.

Segundo a entidade, a retração do número de endividados acontece depois de dois meses seguidos de alta. Na comparação com abril do ano passado, no entanto, o número de endividados na capital alagoana aumentou 9%.

 

Já o número de inadimplentes - aqueles consumidores que estão com dificuldades de quitar suas dívidas - aumentou 3,88% na passagem de março para abril, atingindo 50 mil consumidores. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a inadimplência aumentou 4,91%. 

Segundo o assessor econômico da Fecomércio, Felippe Rocha, o cartão de crédito continua sendo o vilão da inadimplência em Maceió, com 84,1% do total. "O desemprego e, consequentemente, a queda na renda, faz o consumidor optar por esse tipo de pagamento, mas sem renda, não consegue honrar os prazos", ressalta.

Segundo a pesquisa, dos 50 mil inadimplentes na capital alagoana, 16,9% deles disseram ter condições plenas de quitar suas dívidas no mês seguinte. Outros 16,3% alegaram que o pagamento será apenas parcial e mais da metade (51,3%) não terão condições alguma de renegociar as dívidas.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp