30/01/2022 às 11h51min - Atualizada em 30/01/2022 às 11h51min

Balanças garantem mais segurança para consumidores dos Mercados Públicos de Maceió

Equipamentos foram testados e aprovados pelo INMETRO

Final de semana é o momento que muitas famílias tiram para fazer a feira de casa. Nos Mercados Públicos de Maceió, os consumidores aproveitam a quantidade de produtos diferentes ofertados, a qualidade e agora contam com mais uma novidade: a segurança de pagar pelo que comprou. As novas balanças instaladas em cinco mercados públicos da capital trouxeram mais transparência para o comércio local.

Quem sai beneficiado, aprovou a chegada dos novos equipamentos. O empresário Valderon Santos estava no Mercado da Produção, localizado no bairro Levada, comprou o que precisava e foi lá conferir. “Fui conferir e estava tudo certinho, tudo correto. É muito bom e importante ter uma balança dessa para a gente”, afirma o consumidor.
 

A Secretaria Municipal do Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes), responsável pela administração dos mercados públicos, garante que as balanças serão instaladas em todos os mercados de Maceió.

Até agora, os equipamentos que foram testados e aprovados pelo INMETRO, estão disponíveis no Centro Pesqueiro de Jaraguá e nos Mercados da Produção, Benedito Bentes, Jacintinho e Tabuleiro. As balanças foram instaladas em dezembro de 2021.

“A partir do momento em que os consumidores se sentem seguros, eles passam a frequentar o Mercado da Produção e outros mercados públicos da nossa capital. E com a certeza de que está adquirindo o produto com peso correto, pagando pela mercadoria certa”, afirma o secretário adjunto da Semtabes, Ronaldo Targino.

Há 30 anos, a comerciante, Maria Cícera, trabalha no Mercado da Produção e acha que a balança traz mais credibilidade para o seu negócio. “O consumidor quer ver a verdade. Eles já pagam caro, tem que levar o peso certo”, brinca a permissionária.
A Semtabes segue realizando fiscalizações periódicas para coibir irregularidades. Caso seja constatada a fraude, o permissionário será suspenso por cinco dias. Nos casos de reincidência da infração, serão 15 dias ou a perda do espaço de comercialização, que ficará disponível e será ocupado por outro comerciante.






secommaceio


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

75.6%
24.4%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp