10/09/2021 às 08h24min - Atualizada em 10/09/2021 às 08h24min

De H a N: Maceió segue com 1ª dose da vacina contra a Covid para adolescentes de 14 anos

O calendário da vacinação em Maceió avança nesta sexta-feira (10), com a primeira dose disponibilizada para adolescentes de 14 anos com iniciais de H a N. A Prefeitura já tinha dado início à imunização do público desta faixa etária ontem, quando atendeu as pessoas com nomes iniciados pelas letras de A a G. O cronograma prossegue no sábado (11) com o atendimento à população de 14 anos com iniciais de O a Z.

Adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades ou deficiência, além de grávidas e puérperas nessa faixa etária com prescrição médica, também podem receber a primeira dose da vacina em qualquer um dos oito pontos fixos.
 

O Corujão da Vacina funciona das 9h às 21h nos drive-thrus de Jaraguá e Justiça Federal (Serraria) e nos shoppings Maceió (Mangabeiras) e Pátio (Cidade Universitária).  Nos outros quatro pontos – Praça Padre Cícero (Benedito Bentes), Terminal do Osman Loureiro (Clima Bom), Papódromo (Vergel) e Ginásio Arivaldo Maia (Jacintinho) –, o funcionamento é das 9h à 16h.

Adolescentes de 12 a 15 anos têm que estar acompanhados de pai, mãe ou responsável legal e na ausência destes, de um adulto com declaração de autorização assinada pelos pais, podendo ser escrita a mão.

Documentos necessários

Para se vacinar com a primeira dose, é necessário apresentar documento de identificação com foto, CPF e comprovante de residência (original e cópia).

 

Para a segunda dose, basta apresentar o documento de identificação com foto e o cartão de vacinação. Quem perdeu o cartão pode solicitar a segunda via no posto onde tomou a primeira dose.

Pessoas com deficiência visual que, ao tomar a primeira dose, tenham recebido o cartão convencional, podem solicitar a substituição pelo cartão em braile no ponto onde forem tomar a segunda.



Secom Maceio


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp