17/08/2021 às 07h45min - Atualizada em 17/08/2021 às 07h45min

PF prende Raphael Montenegro e investiga acordos da secretaria de Administração Penitenciária com maior facção do RJ

Segundo as investigações, a cúpula da Seap negociou com chefes do Comando Vermelho a volta de traficantes para presídios fluminenses e regalias nas cadeias, em troca de influência nos locais dominados pelos criminosos

Agentes da PF cumprem mandado de prisão contra integrantes da cúpula da secretaria de Administração Penitenciária

A Polícia Federal (PF) prendeu nesta terça-feira (17), na Operação Simonia, Raphael Montenegro, secretário estadual de Administração Penitenciária (Seap) do RJ, e dois subsecretários — Wellington Nunes da Silva, da gestão operacional, e Sandro Farias Gimenes, superintendente.

Segundo as investigações, a cúpula da Seap negociou acordos com chefes do Comando Vermelho — a maior facção criminosa de tráfico de drogas do estado — “em troca de influência sobre os locais de domínio destes traficantes e outras vantagens ilícitas”.

 

Entre os acordos, estariam:

  • o retorno de criminosos presos na Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná, para o Rio de Janeiro;
  • a entrada de pessoas e itens proibidos em unidades prisionais fluminenses;
  • a soltura irregular, em 27 de julho, de Wilton Carlos Rabello Quintanilha, o Abelha, de 50 anos, “um criminoso de altíssima periculosidade, contra quem havia mandados de prisão pendentes”.

O nome da operação, Simonia, faz referência a uma prática medieval em que detentores de 

cargos trocavam benefícios ilegítimos por vantagens espúrias. A força-tarefa também contou com o Ministério Público Federal (MPF) e o Departamento Penitenciário Federal (Depen).

Montenegro foi nomeado secretário no fim de janeiro por Cláudio Castro (PL), à época ainda governador em exercício, em substituição a Marco Aurélio Santos.








fonte:gazetaweb


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp