21/04/2021 às 10h06min - Atualizada em 21/04/2021 às 10h06min

A CASA VAI CAIR! Executores de Kleber Malaquias são presos

Empresário denunciou políticos locais e foi covardemente assassinado

A Polícia Civil de Alagoas, por meio da Delegacia de Homicídios de Rio Largo, com cooperação técnica da Polícia Federal, deflagrou na manhã desta quarta-feira (21) a "Operação Sicários" com o objetivo de prender pessoas envolvidas na morte do empresário Kleber Malaquias de Oliveira, ocorrido no ano passado, naquele município.

A ação de cumprimento de mandados de prisão temporária foi coordenada pelos delegados Lucimério Campos, da DH de Rio Largo e José Carlos dos Santos, gerente de Estatística e Informação da Polícia Civil, e aconteceu em Maceió e cidades da região Metropolitana.

O empresário foi assassinado a tiros, no dia 15 de julho de 2020, no interior do bar da Buchada, localizado na Avenida Teotônio Vilela, Mata do Rolo, no município de Rio Largo.

Na operação, além de policiais civis da Delegacia de Homicídios de Rio Largo e Geinfo, o trabalho conta com equipes da Asfixia e do Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (Tigre).

Quatro pessoas estão presas, sendo três na manhã de hoje, e um já havia sido preso anteriormente, em cumprimento a mandados de prisão temporária, após investigação presidida e representada pela Comissão de Delegados, sendo expedidos pela 3ª Vara Criminal de Rio Largo, com parecer do Ministério Público Estadual. Uma arma de fogo foi apreendida.

 




Os presos foram conduzidos para o Complexo de Delegacias, onde funcionam a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Delegacia de Nrcóticos (DNARC), no bairro de Bebedouro, em Maceió, e serão ouvidos pelas autoridades da Polícia Civil, o que deve durar por todo o dia de hoje. Por conta disso, os delegados só poderão passar mais informaçõers sobre a investigação do caso nesta quinta-feira (22).

Os delegados explicaram ainda que a operacão foi batizada de SICÁRIOS por ser um típico homicídio mercenário, no qual os executores são contratados para matar a vítima por interesses de terceiros.

"O vasto conteúdo das investigações, resultado do incansável labor dos profissionais da Delegacia de Homicídios de Rio Largo, em cooperação com o valioso apoio técnico da Polícia Federal em Alagoas, traz elementos suficientes a subsidiar a representação pela prisão temporária dos investigados, além de cautelares por busca e apreensão no domicílio deles, com o fito de ultimarmos a investigação quanto aos autores materiais e avançar contra eventuais mandantes", concluiu o delegado Lucimério Campos, titular da DH de Rio Largo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp