30/03/2021 às 14h28min - Atualizada em 30/03/2021 às 14h28min

Defesa anuncia demissão de chefes das Forças Armadas

Decisão foi anunciada após reunião com novo ministro da pasta, Walter Braga Netto

da CNN, em São Paulo
CNN Brasil
Ministério da Defesa informou nesta terça-feira (30) que os três comandantes das Forças Armadas serão substituídos: Edson Pujol, do Exército, Ilques Barbosa Junior, da Marinha, e Antonio Carlos Moretti Bermudez, da Aeronáutica. 

A decisão foi anunciada em nota após uma reunião nesta manhã com o novo ministro da pasta, Walter Braga Netto, o ex-ocupante do cargo, Fernando Azevedo e Silva.

O analista da 
CNN Igor Gadelha apurou com generais e auxiliares do governo que as substituições são a pedido do presidente Jair Bolsonaro. Havia a expectativa, desde o anúncio da troca do comando da Defesa nesta segunda (30), que Pujol, Barbosa e Bermudez pedissem para deixar os cargos. 

Até a noite de ontem, os 
comandantes avaliavam que não seria correto entregar os cargos antes de ouvir o novo ministro. 
 

Eles queriam avaliar como se dará o estreitamento da relação entre as Forças Armadas e o Palácio do Planalto, o que teria motivado a demissão de Fernando Azevedo. Segundo fontes ouvidas pelo âncora da CNN Caio Junqueira, o presidente estava incomodado com a postura das Forças em relação ao governo.

Os comandantes estavam receosos que houvesse uma demanda por um alinhamento político das tropas com Bolsonaro, o que é rejeitado por todas elas. Na carta em que anuncia a demissão, Fernando Azevedo disse que, durante o período que comandou a pasta, preservou "as Forças Armadas como instituições de Estado".

Reforma ministerial

Nesta segunda, o Planalto anunciou seis mudanças no alto escalão do governo. Casa Civil, Secretaria de Governo, Advocacia-Geral da União (AGU), Ministério da Defesa, Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ministério das Relações Exteriores terão novos ministros


 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp