26/03/2021 às 17h40min - Atualizada em 26/03/2021 às 17h40min

Conspiração Política na Terra dos Marechais

Ex-prefeito pode ter sido vítima de uma conspiração política

Cristiano Matheus pode ter sido vítima de uma conspiração política
 
Partindo do principio jurídico de que o ônus de provar a culpa cabe a quem acusa, faremos uma espécie de nostalgia dos fatos que levaram ao “afastamento” por determinação judicial do ex-prefeito de Marechal Deodoro, Cristiano Matheus, fazendo sempre um leve “paralelo” com os processos judiciais que também afastaram o ex-presidente Lula da disputa na corrida presidencial de 2018.


 
Matheus enfrentou várias denúncias arquitetadas pela turma de um empresário que em outrora se dizia seu melhor amigo, o fogo amigo passou a incentivar a partir do segundo ano do primeiro mandato uma série de especulações e denúncias vazias contra o ex-prefeito com a mera intenção de desestabilizar o seu governo, embora muitas notícias fossem fabricadas por motivos de “cunho pessoal” restou provado que não haveria provas que sustentassem as acusações.


 
Muitos políticos se utilizaram do “fogo amigo” para barganhar e criar lobbys políticos para participarem do governo municipal. Houve várias tentativas, desde 2010, de não só atacar a imagem do ex-prefeito - Cristiano Matheus – como também da sua gestão na administração municipal, além também de destruir um projeto consistente e sério de gestão da cidade. Porém, em Marechal, tem outras situações que nunca foram esclarecidas. Essa situação deixou sequelas. O ex-prefeito estava terminando o mandato com quase 85% de aprovação popular. Inclusive, não havia consistência e nenhum elemento na medida cautelar que o afastou e ainda que falasse sobre qualquer tipo de vantagem que possa ter tido ou qualquer ação que não tenha sido dentro da legalidade.


 
Até o momento nenhum dos supostos conspiradores foram punidos, muito pelo contrário, foram até beneficiados com as artimanhas que culminaram na imagem negativa do ex-prefeito, inclusive, corre a boca miúda que o ex-gestor pretende identificar a origem da conspiração política da qual foi alvo e responsabilizar os “criminosos, culpados dessas ações.


 
Cristiano sofreu acusações injustas de formação de quadrilha e organização criminosa que já foram arquivadas. Em verdade, o sistema é bruto, e precisamos estar atentos para que órgãos de Estado, não estejam a serviço de interesses políticos e de proteger amigos e perseguir eventuais adversários. Atualmente, fica cristalino que houvera perseguição política, e que ainda o ex-prefeito foi vítima de uma conspiração para destruir sua reputação e boa imagem.


 
Na esfera da Justiça federal,  Cristiano Matheus, já foi inocentado, ou teve o processo arquivado  ou julgado improcedente em 1º grau nos seguintes processos: PROCESSO Nº: 0000183-55.2017.4.05.8000 -PROCESSO Nº: 0800087-36.2019.4.05.8000 - PROCESSO Nº: 0800267-23.2017.4.05.8000 -PROCESSO Nº: 0801261-51.2017.4.05.8000-PROCESSO Nº: 0803341-56.2015.4.05.8000 - PROCESSO Nº: 0805844-16.2016.4.05.8000.


 
Na esfera da Justiça Estadual, Cristiano Matheus, já foi inocentado ou teve o processo arquivado ou julgado improcedente em 1º grau nos seguintes processos:
0701321-07.2016.8.02.0044; 0701319-37.2016.8.02.0044; 0701318-52.2016.8.02.0044; 0701317-67.2016.8.02.0044.


 
Na Justiça Eleitoral, em 2019, o ex-prefeito foi multado por propaganda irregular, mas nada que comprometa sua elegibilidade.


 
EX-PRESIDENTE LULA
 

Já a perseguição ao ex-presidente Lula foi a nível nacional assistindo o documentário “Submundo: a conspiração da Lava Jato contra Lula” retrata a farsa da operação, você poderá entender mais sobre o tema.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp