27/05/2020 às 13h44min - Atualizada em 27/05/2020 às 13h44min

Sociedade deve fazer esforço coletivo para combater o extremismo digital

Movimento Alagoano de olho no combate às ‘FAKE NEWS’

Fernando Cpi e Raudrin de Lima lideram movimento de combate as falsas notícias
Criado no dia de ontem (26), através de uma reunião por videoconferência o Movimento Alagoano de Combate a ‘FAKE NEWS’ (Notícias Falsas), que já está fazendo barulho entre a classe política e organizações sociais. A iniciativa foi criada para alertar sobre falsas notícias que circulam no mundo virtual, uma terra onde muitos acham que não existe lei, e que tudo pode, veiculação de matérias automáticas, utilizando de robôs,  em sites extremistas ou que contenham notícias falsas, serão os primeiros alvos das lideranças que encabeçam o Movimento, que é liderado pelos ativistas Raudrin de Lima e Antônio Fernando (Cpi). Em apenas um único dia, o movimento conseguiu despertar o engajamento de várias lideranças e ativistas políticos, e irão combater acusados de publicar notícias falsas e informações distorcidas.
 
A dificuldade de identificar notícias falsas afeta até países com melhores índices de escolaridade. Uma pesquisa da Universidade de Stanford apontou, em julho do ano passado, que estudantes americanos tiveram problema para checar a credibilidade das informações divulgadas na internet. Dentre 7.804 alunos dos ensinos fundamental, médio e superior, 40% não conseguiram detectar fake news.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp