16/04/2020 às 10h28min - Atualizada em 16/04/2020 às 10h28min

Economista aponta que aumento no preço de produtos está ligado a grande demanda durante a quarentena

internet

Após uma pesquisa do Procon de Maceió que aponta que algus itens da cesta básica em Alagoas estão chegando a mais de 100%, o Cada Minuto conversou com o economista do cotidiano, Lucas Sorgatto, que explicou que boa parte do aumento destes aumentos estão ligados a grande demanda devido ao período de quarentena. 

"A pesquisa traz a informação de que houve um significativo aumento de cerca de 123% do flocão de milho, a conhecida massa de cuscuz na cesta básica. Esse aumento é atribuído ao preço do milho que vem subindo desde o final do ano passado e agora entre os meses de março e abril teve um aumento até maior, com isso, o consumidor sente as consequências", pontuou Lucas.

Sorgatto disse ainda que produtos da área de higiene pessoal também tiveram um aumento significativo e a melhor explicação para o economista é o momento em que vive o mundo. "Devido a quarentena, a população está mais dentro de casa, o consumo aumenta, as feiras também acabam ficando maiores e boa parte dos supermercados não estavam prontos, com estoques suficientes para que viesse atender a demanda com tranquilidade" .

O economista disse também que a Laranja apresentou um aumento significativo em seu valor, mas esse comportamento tem possui ligação com a baixa qualidade na produção. 

Lucas acredita ainda que após tudo isso, os preços possam se normalizar. "Acredito que num pós-pandemia a situação venha ficar mais tranquila, quanto aos preços".

fonte/cadaminuto.com.br



fonte/cadaminuto.com.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

72.5%
27.5%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp