16/04/2020 às 10h07min - Atualizada em 16/04/2020 às 10h07min

Defesa Civil vai auxiliar no monitoramento de águas subterrâneas

internet

Profissionais do Centro Integrado de Monitoramento e Alerta de Defesa Civil de Maceió (Cimadec) estão sendo capacitados para auxiliar o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) no monitoramento de águas subterrâneas, no bairro do Pinheiro, área afetada pela instabilidade de solo provocada pela atividade de mineração.

 

O órgão federal instalou em agosto do ano passado seis poços de monitoramento de água subterrânea. Através dos poços, perfurados por uma empresa específica contratada pela CPRM, é possível acompanhar em tempo real os aquíferos na região. Durante toda a semana, equipes do Cimadec estiveram em campo para realizar a coleta dos dados da rede.

“O monitoramento se dá através da medição do lençol freático, que é uma das linhas de trabalho do Cimadec. Os poços fazem o monitoramento dos lençóis por hora e os dados são coletados pela Defesa Civil, avaliados e estudados. A intenção é ver a variação das informações obtidas e a princípio vamos fazer essa coleta semanalmente”, esclareceu Antonioni Guerrera, geólogo do Cimadec.

Para o treinamento, a CPRM enviou diversos materiais para a Coordenadoria Especial Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec) e, através de reuniões feitas por videoconferência, está repassando as orientações sobre como proceder na coleta dos dados necessários.

A coordenadora do Cimadec, Joanna Borba, ressaltou a importância dos dados e do treinamento. “O treinamento vai auxiliar porque não precisaremos aguardar os dados da CPRM, poderemos ter acesso a eles de maneira rápida e direta e interpretá-los. Isso agiliza o monitoramento feito aqui em Maceió”, disse.

fonte/tnh1.com


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

72.5%
27.5%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp