08/05/2022 às 11h51min - Atualizada em 08/05/2022 às 11h51min

MÃES SERVIDORAS CONTAM PORQUE CONFIAM A EDUCAÇÃO DE SEUS FILHOS À REDE ESTADUAL

Elaine, Waleska, Lidianne, Gildete e Klênia acompanham seus filhos nas escolas onde trabalham

 

O Dia das Mães é a data que celebra o amor materno. O amor daquela que nos guardou por nove meses em seu útero e que, como uma leoa, sacrifica o seu bem-estar e supera todos os obstáculos para defender o filho. Na Secretaria de Estado da Educação (Seduc), são muitas as mulheres gentis, determinadas e corajosas que, diariamente, contribuem para a educação dos alagoanos. E na hora escolher o projeto que ajudará a construir o futuro de seus filhos, elas não hesitaram: optaram pela rede estadual.

Waleska Dacal é professora da sala de recursos multifuncionais da  Escola Estadual Maria das Graças de Sá Teixeira, no bairro do Feitosa, em Maceió, e, desde o ano passado, tem a sua filha Wanina estudando no ensino médio da instituição. Wanina cursou o ensino fundamental em escola particular e, quando chegou a hora da matrícula no ensino médio, Waleska não pensou duas vezes e a trouxe para junto de si.

“Confiei a educação da minha filha à rede pública estadual por conhecer a qualidade de ensino ofertado na minha escola, a Maria das Graças de Sá Teixeira, que possui uma gestão muito comprometida e também uma excelente equipe de professores que se preocupa não só com a aprendizagem, mas com o socioemocional dos alunos”, afirma Waleska.

 

Wanina, por sua vez, destaca que o fato de ter sua mãe por perto na escola permite a ambas passar ainda mais tempo juntas, visto que a unidade funciona no formato de ensino integral. “Estamos sempre juntas, voltamos pra casa juntas e isso é muito bom”, resume a adolescente.

O desejo de ter a filha por perto também levou Klênia Pimentel a matriculá-la na Escola Estadual Princesa Isabel, no Cepa, também na capital alagoana, onde atua como merendeira. “Levei minha filha para o Princesa porque sei que lá esses se preocupam com o aprendizado do estudante”, diz Klênia, cuja filha Emily está matriculada na 1ª série do ensino médio.

Nova vida

Quando Gildete Cassiano do Nascimento e sua filha Lidianne Cassiano de Melo chegaram à Escola Estadual Manuel Baltazar Pereira Diegues Júnior, no Conjunto Santa Maria, na Cidade Universitária, na parte alta de Maceió, elas começaram uma nova vida. Oriundas de Bebedouro, onde trabalhavam juntas na Escola Estadual Rosalvo Ribeiro, mãe e filha precisaram deixar suas antigas moradias em virtude dos problemas causados pela mineração no bairro. Estabelecidas no Conjunto Eustáquio Gomes, foram trabalhar na Baltazar Diegues, e, para lá, também levaram o pequeno William, filho de Lidianne, que hoje está no 3º ano do ensino fundamental.

“Já conhecia a equipe gestora da escola desde a época do Rosalvo Ribeiro, onde trabalhamos juntas. Quando surgiu a oportunidade de vir pra cá, não tivemos dúvidas e trouxemos o William conosco. E tê-lo por perto facilita minha vida como mãe, pois ele vem e volta comigo e isso traz segurança”, conta Lidianne, que trabalha como merendeira.

 

Gildete, funcionária pública há 20 anos – e há sete trabalhando junto com Lidianne – fala da alegria que é ter a filha e o neto por perto no ambiente de trabalho. “É  uma experiência muito boa, traz paz, harmonia e melhora o nosso desempenho. É gratificante”, declara Gildete, que trabalha como auxiliar de serviços diversos.

Confiança

Elaine Menezes é diretora da Escola Estadual Romeu Avelar, no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió. As atribuições do cargo são muitas e, diariamente, ela tem sob a sua responsabilidade centenas de crianças e jovens que lhe foram confiados por seus pais. E dentre eles, está o seu próprio filho, Vinicius, aluno da 3ª série do ensino médio.

 A diretora Elaine conta que o filho, até o 9º ano do ensino fundamental, estudou em uma escola particular. Sua decisão de matriculá-lo na rede estadual no ensino médio se deu pelo novo momento vivido pela educação alagoana. 

“Sou professora da rede estadual há 21 anos e nós, que estamos no dia a dia das escolas, sabemos das mudanças ocorridas na educação pública nos últimos anos. Até porque nós ajudamos a construir esse novo momento. Por isso, hoje, posso dizer que tenho confiança em trazer meu filho na rede estadual”, relata Elaine.

Homenagem

O secretário de Estado interino da Educação, José Márcio de Oliveira, parabeniza as mães da Educação pelo seu dia e destaca o seu importante papel na rede pública. “Nossas servidoras são abnegadas e, nesta data, quero cumprimentar cada uma delas. Vale lembrar ainda que muitas delas são também figuras maternais para seus alunos e não medem esforços para que estes sejam vencedores”, declara.












alaghoas.al.gov.br


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

75.6%
24.4%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp