02/07/2021 às 20h46min - Atualizada em 02/07/2021 às 20h46min

Sesau diz que Alagoas não aplicou doses vencidas da vacina AstraZeneca

Governo do Estado rebateu informações da matéria da Folha de São Paulo e esclareceu que houve erro de digitação no registro

Rayssa Cavalcante
Gazeta Web

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), informou, na tarde desta sexta-feira (2), que todas as vacinas aplicadas em Alagoas estão dentro do prazo de validade. O esclarecimento se dá após reportagem da Folha de São Paulo, que informou a aplicação de 300 doses vencidas da vacina AstraZeneca no estado.

 

Nas redes sociais, o secretário da Saúde, Alexandre Ayres, afirmou que a informação não procede e que a datação foi causada por um erro de digitação no momento em que as vacinas foram registradas. Ele ainda disse que a população alagoana pode ficar tranquila, pois as vacinas aplicadas em Alagoas foram utilizadas corretamente.

Já em entrevista à TV Gazeta, o secretário disse que os lotes passam por um controle de qualidade antes de ser entregue aos municípios, além de citar o sistema ConecteSUS, levantando a hipótese de que, como o sistema demorou para entrar em operação, as informações podem ter demorado para serem repassadas.

A Prefeitura de Batalha, no interior de Alagoas, foi a primeira a negar a aplicação de doses vencidas no município. "O caso relatado na imprensa não condiz com a realidade, levando em conta as informações confrontadas na base de dados municipal (relatórios do e-sus notifica)", diz trecho do comunicado.

Entenda

reportagem da Folha de São Paulo mostra que pelo menos 26 mil doses vencidas da vacina AstraZeneca foram aplicadas em unidades de saúde espalhadas pelo Brasil. Alagoas aparece entre os estados, com registro de imunizantes fora da validade em 40 municípios.

Até 19 de junho, segundo apuração da Folha, o imunizante já tinha sido utilizado em mais de 1,5 mil municípios brasileiros. Em Alagoas, mais de 300 doses da AstraZeneca que estavam fora do prazo de validade foram aplicadas, o que pode comprometer a eficácia e proteção contra a Covid-19.



 

Os dados mostram que Maceió teria aplicado 109 imunizantes vencidos, quantitativo que coloca a capital alagoana na 28ª posição entre as cidades brasileiras com mais aplicação das doses vencidas. Foram 67 em Delmiro Gouveia (51ª); 17 em Batalha (213ª) e 15 em Santana do Ipanema (231ª).

Também foram aplicadas 13 doses em Taquarana; 12 em Arapiraca; 11 em Santa Luzia do Norte; 10 em Novo Lino; oito em Matriz de Camaragibe; 7 em Feira Grande; cinco em São Miguel dos Campos; São Sebastião e Viçosa também cinco, cada; quatro em Campo Alegre; Craíbas e São Luís do Quitunde, três, cada. Canapi, Girau do Ponciano, Igaci, Paripueira, Paulo Jacinto., Pilar, Porto Real do Colégio, Rio Largo com dois cada um. Já Anadia, Cajueiro, Campestre, Coqueiro Seco, Coruripe, Flexeiras, Major Isidoro, Maragogi, Marechal Deodoro, Murici, Palestina, Piaçabuçu, Porto de Pedras, São José da Laje, São José da Tapera e outros três aplicaram uma dose, cada um dos municípios.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp