14/05/2021 às 10h37min - Atualizada em 14/05/2021 às 10h37min

Bombeiros procuram pai, mãe e filha soterrados durante chuva

Nesta sexta (14),equipes reforçaram as buscas, mais de 12 horas depois do deslizamento da encosta, que aconteceu em Cavaleiro, na quinta (13). Área está isolada por causa dos riscos

Redação, com G1
Gazeta Web
Mais de 12 horas após o deslizamento de barreira que provocou a morte de um adolescente de 16 anos, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, os bombeiros seguiam, na manhã desta sexta (14), em busca de dois adultos e uma criança, todos da mesma família. Pai, mãe e os dois filhos estavam na residência, em Cavaleiro, quando o ocorreu o desabamento, na quinta (13) (veja vídeo acima).
 

Na noite de quinta, os bombeiros informaram que dois corpos tinham sido localizados. Nesta sexta, no entanto, a corporação disse que havia encontrado apenas o adolescente, identificado como Otávio Pessoa de Siqueira.

O deslizamento ocorreu por volta das 17h, na 6ª Travessa Travessa Murilo Braga. Chovia muito no momento do acidente e o local estava cheio de lama. Os bombeiros foram acionados às 18h.

Os bombeiros procuram o pai do adolescente que morreu, o carregador Osvaldo Pessoa de Siqueira, de 39 anos, a mãe dele, a dona de casa Sílvia Regina da Silva, de 36 anos, além da irmã do rapaz, Isabele Pessoa de Siqueira, de 12 anos.

“A barreira caiu sobre a casa e atingiu quatro pessoas da mesma família. O casal e os dois filhos. O adolescente, infelizmente, foi encontrado sem vida”, afirmou o tenente dos bombeiros Lucas Araújo, que comandou a operação de resgate, no início da manhã.

 

No início do resgate, na quinta, seis equipes dos bombeiros foram mobilizadas. Na manhã desta sexta, dois grupamentos estavam na área à procura dos desaparecidos.

Uma das dificuldades enfrentada pelos bombeiros foi isolar o local do acidente As equipes de resgate contaram com o apoio da Polícia Militar para manter as pessoas afastadas da área.

"Tem muita gente curiosa querendo saber o que aconteceu. Temos que fazer a conscientização para mostrar que há riscos e eles não podem se aproximar”, afirmou.

 

Dois cães da raça labrador foram levados pelos bombeiros para ajudar nas buscas pelos desaparecidos. Os animais conseguiram localizar o corpo do adolescente.

Moradores da região também se mobilizaram. Eles formaram uma fila indiana para retirar a lama e destroços na área do deslizamento.

Prefeitura

Por meio de nota, a prefeitura de Jaboatão disse que “lamenta a fatalidade ocorrida na noite de quinta-feira, no bairro de Cavaleiro, e se solidariza com a família nesse momento de perda”.

A administração municipal afirmou, ainda, que “providenciou todo apoio aos familiares, que também serão acompanhados pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania”.

Equipes da Defesa Civil se deslocaram ao local do incidente para prestar auxílio social e avaliar o cenário causado pelas fortes chuvas.

Cinco imóveis foram interditados por estarem em situação de risco e os moradores foram transferidos para casas de parentes. “Estas famílias também serão acompanhadas pela assistência social”, acrescentou a nota.

 

Nesta sexta, disse a prefeitura, a equipe da Defesa Civil estará no local para avaliar a situação de “forma mais minuciosa”.

Na quinta-feira, foram registrados mais de 200 milímetros de chuvas, em Jaboatão, volume equivalente à média de 30 dias do mês de maio e o maior nos últimos 20 anos, de acordo com a prefeitura.

Outros desabamentos

Além desse caso, houve outros deslizamentos. Em Jardim Monteverde, onde cinco casas foram atingidas. Uma mulher sofreu ferimentos leves.

De acordo com a prefeitura, a Defesa Civil esteve no local e, de imediato, interditou dois imóveis que foram atingidos pelo deslizamento de barreira.

"Outros cinco imóveis serão novamente vistoriados amanhã [sexta], visto que os proprietários não se encontravam no local quando do atendimento à ocorrência junto à Defesa Civil", informou a administração municipal, em nota.

A orientação do órgão foi para que as pessoas buscassem acolhimento em casa de parentes, até a nova vistoria.

 

Ainda de acordo com a prefeitura, houve outro deslizamento com registro de ferimentos leves, em Sucupira.

Também por meio de nota, a administração municipal disse que o fato aconteceu na Rua Maria do Socorro Uchôa. "Uma criança sofreu ferimentos leves", informou o comunicado.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

71.8%
28.2%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp