14/05/2019 às 15h07min - Atualizada em 14/05/2019 às 15h07min

Samu promove II Seminário de Urgência em Enfermagem

- Fonte: SESAU
Foto: Olival Santos

Os profissionais da enfermagem são os socorristas que estão presentes em todas as ocorrências do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Alagoas, seja presente nas ambulâncias, motolâncias ou no Serviço Aeromédico. Para homenagear esses socorristas, o Samu Alagoas realizou, nesta segunda-feira (13), no auditório do Senac, no bairro Poço, em Maceió, o II Seminário de Urgência e Emergência em Enfermagem.

O evento teve como tema principal a “Enfermagem e seu protagonismo no atendimento pré-hospitalar móvel”. Na oportunidade também foram abordados outros temas, como a enfermagem aeroespacial, segurança do paciente: atuação da enfermagem, sistematização da assistência de enfermagem no atendimento pré-hospitalar móvel. 

Para Paulo Teixeira, secretário Executivo de Ações da Saúde, salientou que os profissionais da enfermagem desempenham um papel essencial durante os atendimentos, evitando complicações, avaliando possíveis riscos e garantem uma assistência de qualidade para os pacientes.

“A enfermagem representa quase 50% de todo o efetivo do Samu Alagoas. Somente esses números mostram a importância que esses profissionais têm para a população, trazendo um atendimento mais humanizado, atencioso, junto ao paciente na para a área do atendimento pré-hospitalar”, disse o secretário, que esteve acompanhado do gerente de atenção pré-hospitalar da Sesau, Henrique Damasceno. 

De acordo com Marcos Ramalho, supervisor do Samu Alagoas, enfermeiros e técnicos de enfermagem são quase 500 profissionais da área, tanto no setor da assistência, como nos setores administrativos.

“Esse encontro vem para valorizar os profissionais da enfermagem, trazendo conhecimento técnico com assuntos pertinentes da área de atuação, e mostrando para eles que o Samu não existe sem esses profissionais”, afirmou o supervisor. Quem participou da segunda edição do seminário foi a enfermeira e coordenadora da Base Descentralizada de Penedo, Marcela Nascimento. “Esse é um momento de dar visibilidade aos profissionais da enfermagem e mostrar o espaço que nós temos dentro do APH e no campo da saúde. Também é uma ocasião de interação e união entre as Bases Descentralizadas, principalmente entre os técnicos de enfermagem, profissionais que estão diariamente no atendimento à população no interior do Estado”, disse.


O seminário ainda contou com palestras sobre Atendimento das Emergências Cardiovasculares no Ambiente Pré-Hospitalar, Suporte Básico de Vida no Ambiente Extra-Hospitalar, Atendimento Pré-Hospitalar nas Emergências Pediátricas e Socorrista: Atividade Física e Vida Saudável.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

73.2%
26.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp