29/04/2020 às 09h25min - Atualizada em 29/04/2020 às 09h25min

Saúde: A irresponsável e frágil gestão de Jair Bolsonaro

O atual presidente fez descaso com uma pandemia que hoje (29) leva milhares de brasileiros a óbito

- Repórter Mirim
Foto registra cenário triste em Manaus Crédito: Internet

 

Governar não é para qualquer ser humano, já dizia Nelson Mandela: “A política é a arte do diálogo”. As trapalhadas do até agora presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, nos faz refletir sobre quem colocamos para guiar uma nação tão importante como a nossa.

Em um jogo de ego e grosserias, o presidente coloca os brasileiros em risco, diante do maior assassino atual do mundo em larga escala, e o nome dele todos já conhecem só não sabem como destruí-lo: ‘CORONAVÍRUS/COVID-19’.

Hoje (29), o Brasil já ultrapassa o número de mortes de vários países, e nos deixa cada vez mais reféns do medo, aliado a prepotência de um gestor sem planejamento e irresponsável, que faz campanha para que as pessoas saiam de casa e fiquem expostas ao novo assassino, esses tal de COVID-19.

As mortes até agora registradas já somam 5.104 mortes, número esse que só vem crescendo, diante de um povo refém de um gestor amador.

Até quando os órgãos de controle e fiscalização irão permitir as infantilidades irresponsáveis de um gestor despreparado?

Enquanto os governadores e prefeitos apelam para que as pessoas fiquem em casa, o presidente faz passeata para as pessoas voltarem a normalidade e serem expostas a um vírus mortal.

O número de óbitos já superou a China que registrou 4.632 mortes pelo Covid-19.
 

 

COLAPSO NA SAÚDE ANUNCIADO POR MANDETTA ERA REAL



Atualmente já existe uma superlotação na taxa de ocupação dos leitos disponíveis no Brasil.


 

SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA PRECISA REAGIR

 

 

Os movimentos sociais precisam reagir e exigir a responsabilidade do irresponsável presidente Jair Bolsonaro, sob pena de não impedirem um desequilibrado sabotando uma nação.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

72.5%
27.5%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp