18/04/2020 às 09h38min - Atualizada em 18/04/2020 às 09h38min

Auxílio emergencial do Bolsa Família injetará R$ 438,6 milhões em Alagoas

Região Nordeste aparece com destaque nos repasses do auxílio emergencial a integrantes do Bolsa Família em abril

internet

O repasse emergencial a beneficiários do Bolsa Família - que começou a ser pago nesta quinta-feira, 16 - vai injetar R$ 438,6 milhões na economia de Alagoas em abril, segundo dados divulgados ontem, pelo Ministério da Cidadania. Este mês, segundo o levantamento, 392,7 mil famílias serão beneficiadas com o recurso, que vão favorecer mais de 1,1 milhão de pessoas em todo o Estado.

A região Nordeste aparece com destaque nos repasses do auxílio emergencial a integrantes do Bolsa Família em abril. Quatro estados da região vão receber mais de R$ 1 bilhão. São os casos de Bahia, Ceará, Maranhão e Pernambuco. A Bahia, aliás, é a unidade da federação que receberá o auxílio emergencial para o maior número de famílias do programa neste mês. São quase 1,8 milhão de famílias, totalizando mais de 5,2 milhões de pessoas, em um aporte de quase R$ 2 bilhões.

 

Em seguida aparece o estado de São Paulo, com 1,4 milhão de famílias, beneficiando mais de 4,3 milhões de pessoas, e um investimento de R$ 1,6 bilhão. Pago mensalmente, ao longo de três meses, o auxílio emergencial dará a cada família entre R$ 600 e R$ 1.800. A mulher provedora de família monoparental, ou seja, sem cônjuge e responsável por ao menos uma pessoa menor de 18 anos, receberá o valor dobrado (R$ 1.200), mesmo que haja outro trabalhador elegível na família.

De acordo com estimativas do Ministério da Cidadania, são pelo menos seis milhões que se enquadram nesse critério. Em todo o País, O aporte feito pelo governo federal devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) permitiu a inclusão de 1,22 milhão de beneficiários no Bolsa Família neste mês de abril. Com isso, o programa atingiu o número de 14,27 milhões de famílias beneficiadas.

As concessões alcançaram o total de 4.734 municípios, sendo que em 4.022 foram para todas as famílias habilitadas. "Esse número tão expressivo foi possível graças à injeção de R$ 3 bilhões feita pela União para o combate à pandemia, entre tantas outras medidas adotadas pelo governo federal para que o Brasil supere esse desafio da melhor forma possível", afirmou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni. "O Bolsa Família permite que os brasileiros em situação de maior vulnerabilidade tenham, rapidamente, condições de enfrentar melhor o período de crise que estamos vivendo".

Das 14,27 milhões de famílias da folha de pagamentos do programa em abril, 95% (mais de 13,5 milhões) receberão o auxílio emergencial a partir desta quinta-feira, durante três meses, o que significa que o benefício chegará potencialmente a mais de 41,8 milhões de pessoas. O valor supera R$ 15,1 bilhões transferidos apenas neste primeiro mês de pagamento.

Conforme anunciou o governo, para as famílias do programa será pago o valor que for mais vantajoso entre o Auxílio Emergencial e o dos benefícios do Bolsa Família. Das 14,27 milhões de famílias da folha de pagamentos do programa em abril, 95% (mais de 13,5 milhões) receberão o auxílio emergencial a partir desta quinta-feira, 16, durante três meses, o que significa que o benefício chegará potencialmente a mais de 41,8 milhões de pessoas. O valor supera R$ 15,1 bilhões transferidos apenas neste primeiro mês de pagamento.

Publicada em 20 de março, a Portaria 335 já tinha determinado, entre as medidas emergenciais para o programa, a suspensão pelo prazo de 120 dias das ações de bloqueio, suspensão e cancelamento de benefícios, decorrentes do descumprimento das regras de gestão de benefícios do Bolsa Família, bem como as suspensões decorrentes do descumprimento de condicionalidades de saúde e educação. Para contemplados pelo Bolsa Família, o auxílio emergencial será pago da mesma forma que o benefício do programa, em nome do responsável familiar.

O valor poderá ser sacado pela família beneficiária com o Cartão Bolsa Família ou com o Cartão Cidadão nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou nos terminais eletrônicos da Caixa. Se o benefício do Bolsa Família é pago por depósito em conta bancária, o auxílio também será depositado na mesma conta. O auxílio será pago mensalmente de acordo com o Calendário de Pagamentos do Programa Bolsa Família, de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS) do responsável familiar. A parcela tem validade de 90 dias, a contar da data inicial de disponibilização.


fonte/gazetaweb.globo.com


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

72.5%
27.5%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp