09/03/2020 às 23h34min - Atualizada em 10/03/2020 às 09h34min

Empresários se reúnem e criam a União dos Sites e Semanários de Alagoas.

- Por: Jal Magalhães
O Presidente eleito diz que a entidade será mantida com recursos dos próprios associados e terá mandato de dois anos.
 

Diretores e acionistas de meios de comunicação se reuniram na sede do Jornal DDD82, na tarde de hoje (09), para formalizar a criação da União dos Sites e Semanários de Alagoas – USSA.

A USSA é uma associação que já nasce robusta, com a união de pelo menos 15 sites, e objetiva reunir entidades que buscam apoio junto às instituições, orientação e defesa dos seus direitos, além de suporte técnico e consultorias.

 


IMAGEM: JORNAL DDD82

Na mesma tarde, por meio de votação, foi decidido que a associação terá Raudrin de Lima como presidente, Jurandir de Lima como vice-presidente, Edney Vieira como secretário-geral, Ivanubio Araújo como primeiro-secretário, Antônio Fernando(CPI) como tesoureiro-geral, Arthur Almeida como primeiro-tesoureiro, Dêvis Klinger como diretor executivo de Relações Institucionais  e Rodrigo Vitor como diretor executivo de Tecnologia e Informação.

O Conselho fiscal ficará sob o comando de Wellington Ba
rros e GG Sampaio.

A reunião termina em clima de muito otimismo. | IMAGEM: JORNAL DDD82
 
Raudrin de Lima, presidente empossado, afirma que a ideia de criar a associação surgiu, principalmente, pela necessidade que os meios de comunicação possuem de i
ntenso combate às fake news.

 

“A USSA só cuidará dos direitos e deveres das empresas que se unirem em prol da criação de uma associação que cuide de seus reais interesses jurídicos, além da parte social”, definiu Jurandir de Lima.




Fazem parte da associação: O fato, Notícias de Verdade, DDD82, Notícias da Política, Rascunho X, Marechal Merece Mais, Alagoas de Verdade, Brasil em Manchete, Repórter Mirim, De Verdade, Criô, dentre outros afiliados.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

O que deve ser feito com os prédios abandonados de Maceió que oferecem riscos à saúde pública e à vida das pessoas?

75.6%
24.4%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp